Psicologia

09/02/2017

O Novo Paradigma das Corporações

Sou psicóloga clínica há 13 anos. Muitas histórias foram compartilhadas nestas quatro paredes. Todas elas mostram-me a incrível capacidade de superação e garra na reconquista da saúde física e mental. A competência de encontrar os próprios recursos internos para a superação dos obstáculos e desafios são, naturalmente, inatos a cada um de nós. Criatividade, motivação, criação e potência são despertados. Porém são diversos os motivos que levam ao corpo e/ou mente adoecerem, e muitos ocorrem no ambiente de trabalho. Estes ambientes geralmente cerceiam a liberdade de criar e ceifam o potencial individual de expressão.

Pressão, cobrança, competição, deslealdade e a valorização do material em detrimento do humano são alguns dos pontos. As Normatizações de conduta das relações hierárquicas e autoritárias tornam o ambiente perfeito para a doença e a desmotivação.

O contrassenso desta realidade é que ninguém sai ganhando.

Há modos de trabalhar em um ambiente mais saudável e prospero?

A prosperidade está conectada a capacidade de desenvolver o melhor do potencial de cada um. O trabalho desenvolvido por uma equipe agregada em torno de um proposito é extremamente rico e forte. Processos criativos, potência de superar desafios, motivação e disposição de trabalho são ganhos que ocorrem, naturalmente, quanto mais saudável for o ambiente e as relações.

O núcleo de trabalho com as corporações tem como missão levar o que há de mais moderno e arrojado para dentro das empresas: o despertar do potencial Humano e Social. O homem unificado ao social é capaz de produzir as mais belas formas de atuação e renovação.

A prosperidade e a abundância serão conquistadas quando houver possibilidade de integrar os interesses da empresa, do indivíduo e do social. Todos crescendo juntos e desenvolvendo uma nova forma de pensar e criar.

O valor da criação é inestimável. O mundo está girando tão rápido. As mudanças acontecem repentinamente, e aqueles que estiverem aptos a se adaptar ao novo crescerão e, de maneira inversa, as estruturas que se mantiverem rígidas padecerão no obsoleto.  

Há um chamado, um anseio, uma necessidade comum a todos: viver em prosperidade. União com a ecologia, sustentabilidade, tecnologia, prosperidade e saúde da nossa comunidade e familiares. Um novo paradigma que emerge, rompendo o medo da transformação, alcançando as margens de um novo devir, transpassando fronteiras outrora intransponíveis e conectando prosperidade com humanidade.

As novas corporações e organizações estão assumindo o importante papel que lhe é de direito: a inovação nas novas relações de poder. Poder é o antigo paradigma que impunha as leis e deveres, assumindo duas figuras antagônicas: o forte e o submisso. Este padrão condicionado limita a força, a criatividade, a motivação e a expressão das qualidades inatas. Já o novo estilo de liderança é baseado na Potência, para elevar seus sucessos. É cooperativo e colaborativo, todos são capazes de governar seus potenciais, demonstrar seus talentos, criatividade e expressar livremente seus talentos e dons. Na potência, todos são capazes de tornarem-se sucesso, fazendo que o sucesso de todos seja um processo natural, amoroso e colaborativo.